Imprimir Fechar
Braso Oficial
Futsal celebra Filtradores, Fênix e Divas em noite de gala

Notícias

Futsal celebra Filtradores, Fênix e Divas em noite de gala

As conquistas dentro de quadra tiveram festas por longas horas
   

Um espetáculo da bola. Talvez seja a melhor maneira de resumir as partidas finais do futsal de Bom Princípio na última sexta, dia 16 de agosto.

Na primeira partida da noite, a equipe do Divas pisou em quadra com a vantagem do empate, afinal, vencido havia a primeira disputa na semana anterior. E a vantagem só fazia crescer, afinal, em quadra tinha um bom elenco, que iniciava com uma goleira muito eficaz e uma implacável goleadora. Quis o destino que as duas nascessem em uma mesma casa: Liciara e Liciane, como de hábito, se destacaram. Mas, Liciane, na finalíssima, não deixou a bola na rede. Não fez falta, todavia, pois com uma jogada belíssima, o Divas abriu o placar com Tatiana, na primeira etapa, e fechou, com Rosângela. O 2 a zero deu o título frente ao bom time do Ravena.

O Divas venceu com Liciara; Ana Caroline, Tatiana, Marciane e Cristine; Sandra, Rosângela e Liciane. E claro, além do troféu entregue pelo prefeito e vice, ainda levou, de lambuja, os troféus de goleadora e menos vazada. Festa completa, com rímel, blush e batom.

 

DEU FÊNIX

Festa pouca é bobagem, afinal, o Íbis, que tanta história fez em Bom Princípio, não foi capaz de derrubar a vantagem que o Fênix havia construído no primeiro jogo das finais. E a vitória por 3 a 2, na primeira partida deu um tanto de tranquilidade ao time de verde e preto.

E a situação ficou ainda mais confortável, quando Fábio Hastenteufel abriu o placar logo aos seis minutos. Mas, nada fácil estava o jogo, tanto que, o Íbis empatou, com Dilli, em cobrança de pênalti. Mas, logo depois, em erro na saída de bola, o Fênix voltou a abrir vantagem, terminando o primeiro tempo em 2 a 1.

Na segunda etapa, com uma pressão muito forte na marcação e na saída de jogo, o Íbis buscou o empate com Naldo. Mas o empate não bastava. A festa iniciava ao apito da arbitragem, depois de um jogo muito duro e tenso. Fênix colocava mais um troféu no armário, sendo condecorado pela corte da Festa do Moranguinho.

O Fênix venceu com: Valdomiro, Patrick, Fábio, Cláudio, Gustavo e Fábio Andriolli; João, Michael, Rogério, Lairson e Pedro; Márcio, Charles e Calisto. Sob a batuta de Leandro.

 

FILTRADORES – DE NOVO

Bem diferente do ano anterior, onde a vitória na final foi com largo placar, o Filtradores, em partida quase impecável, venceu ao Porto em um jogaço.

Na primeira etapa, depois de várias defesas de Bilica, foi o Filtradores que abriu o placar, com jogadaça de ataque, numa rápida tabela, tendo William Luft a incumbência de deixar a redonda, mansa, nas redes. E com o 1 a zero a seu favor, o Filtradores passou a ver a partida endurecer.

O Porto foi um adversário valente e poderia até ter marcado, mas era um dia “não” para o ataque dos azuis. Já o Filtradores, com xadrez tal a seleção croata, tocava de lá para cá, num tic-tac interessante. E o toca de lá, toca de cá, resultou no segundo gol, com o craque da companhia: Mathias Barth.

O placar estava encaminhado e o título também, mas o Porto precisava arriscar tudo. E o risco se tornou em gol, outro do Filtradores. O Porto avaliara ser, com goleiro linha, a sua chance de reverter o que estava desfavorável, mas, Bilica, goleiro e goleador pra lá de oportunista, defendeu e deu um chute, de sua goleira à outra, e partiu escorregando pela quadra para comemorar, frente ao seu filho, o gol que decretava o placar final: Filtradores campeão... 3 a zero e a festa começava.

O multicampeão Filtradores formou e recebeu o troféu do prefeito Fábio e do vice Joãozinho com: Bilica, Flach, Charles, William e Dodo; Vini, Knecht, Andrei e Diego; Henrique, Fabiano, Sérgio, Mathias e Heider.

Não bastasse o troféu, festa também com chopp da Herzpille e com um fardamento novinho da Fuse Sports.

Na avaliação do diretor de esportes Dirceu "Pila" Fritzen, o campeonato de futsal é uma oportunidade para ver o desfile de craques, em especial locais, afinal, a ampla maioria é de Bom Princípio, o que deixa ainda mais aguçada a rivalidade entre as equipes que querem o título maior, sempre.

Publicado: 19/08/2019
Créditos: Alex Steffen

Acessibilidade


Para navegação via teclado,
utilize a combinação
ALT + TECLA DE ATALHO